O Flamengo repetiu o script da partida contra o Universidad Católica e foi derrotado pelo Atlético Paranaense fora de casa por 2 x 1.


Porém, pode garantir a vaga automaticamente na próxima rodada. Para isso terá que vencer os chilenos em casa e torcer para o San Lorenzo não vencer em hipótese alguma em Curitiba.

O jogo de ontem é mais um daqueles para martelar as oportunidades perdidas, os lances desperdiçados e entender o porquê do Flamengo não ir costumeiramente longe na Libertadores. Sem vencer fora de casa fica difícil. Falta aquela casca de time copeiro, que domina e vence o jogo.

Zé Ricardo voltou a utilizar os três volantes: Márcio Araújo, Rômulo e Arão. Sem Éverton, machucado, Trauco foi a opção, e sem Diego, Gabriel foi a escolha. Na frente, o pobre do Guerrero, que fazia as funções de meia, ponta e, quando tinha fôlego, de atacante.

O começo de jogo foi de pressão do Atlético Paranaense. Quando o Flamengo ainda buscava entender o que estava acontecendo, levou um bola na trave. Mas reagiu, passou a tocar mais a bola, porém esbarrava na falta de gente no ataque.

Guerrero por inúmeras vezes pegava na bola e não tinha ninguém para acompanhá-lo. Quase marcou um gol em jogada onde criou sozinho a situação de perigo. Trauco pouco apareceu pela esquerda, se preocupou mais em fechar a linha de quatro do que encostar no ataque.

Quando o Flamengo já tinha respirado e começado a tocar a bola pra achar o espaço, levou o gol em falha patética do Muralha, apesar de ter achado um pouco de falta. Novamente a equipe leva gol em bola parada fora de casa!

Na volta do segundo tempo o Flamengo percebeu um adversário recuado e passou a ficar mais perto da área. Trocava passes, porém no ataque, de forma a encontrar uma brecha na defesa paranaense.

Guerrero fazia chover, abria a defesa com um simples toque. O calcanhar que deixou Gabriel livre foi emblemático. O problema é que o peruano não recebeu de volta. Inaceitável!


 
Por mais que o Flamengo tenha feito bons jogos com os três volantes, foi com a entrada de mais um atacante e de um meia que a equipe de fato chegou de forma natural ao ataque e criou inúmeras chances nos cruzamentos de jogada trabalhada e não alçada de qualquer forma na área. Teve bola na trave e gol perdido pelo Damião em baixo da trave, depois no rebote pelo Guerrero, e principalmente pelo Gabriel dentro da área. E foram apenas por 20 minutos.

É bizarro que o Gabriel continue tendo chances, várias oportunidades e siga sendo nulo. Foi titular domingo e ontem, e o que apresentou de novidade? E outra, precisa de um ponta pra fechar lateral quando se joga com três volantes?

Matheus Sávio entrou pela segunda vez na Libertadores, novamente sob pressão, e fez uma partida muito boa. Demonstrou personalidade, não se abateu e criou boas jogadas pela esquerda. No primeiro passe que recebeu do Réver, cruzou na medida pro Damião, que chegou atrasado. Infelizmente o jovem talento perdeu outras chances de ser titular por conta de jogadores como o Gabriel, que teve seu contrato renovar pelo Rodrigo Caetano. Faltou o treinador apostar e confiar mais na base.

Zé Ricardo, por fim, foi para o tudo ou nada e tirou os três volantes. Manteve Gabriel. E o Flamengo levou o segundo gol. Depois conseguiu descontar com Arão em escanteio cobrado pelo Mancuello – que não merece a titularidade, mas bate muito bem na bola.

Sem Diego, Berrío, Éverton, e ainda sem Conca, Éderson e Vinicius Jr. O Rubro Negro sofre pela falta de jogador que decida. Hoje, só tem o Guerrero.

Agora é Maracanã. O CAP entra em campo às 21h. O Flamengo já saberá em campo se com a vitória estará já classificado ou não.

 
André Amaral comanda há anos o Ninho da Nação, um dos blogs rubro-negros mais importantes da internet. Siga-o no Twitter: @Ninhodanacao.
 


Vire Apoiador do MRN: entenda melhor clicando nesse nesse link: bit.ly/ApoiadorMRN


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. O Mundo Rubro Negro respeita todas as opiniões contrárias. Nossa ideia é sempre promover o fórum sadio de ideias. Email: [email protected].

Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!