O futebol do Flamengo em 2017 foi uma decepção e isso não se pode negar. O Rubro-Negro vem desde 2013 esperando por um time forte e que venha lutando por todos os títulos. A paciência de muitos já acabou e com razão. Esperávamos um ano mágico em 2017, mas colecionamos fracassos. O título do Campeonato Carioca é muito pouco para uma Nação sedenta por títulos de expressão que nos colocassem no topo do protagonismo nacional e internacional.


Não sou um crítico dessa diretoria, mas também não sou defensor ferrenho dela. Sou defensor ferrenho do Flamengo, ele sim deve vir em primeiro lugar. A meu ver, essa diretoria fez um trabalho fantástico tornando pagável uma dívida que para muitos era impagável. Isso custou alguns anos de sofrimento com jogadores muito aquém da tradição do Flamengo. Sofrimento este que suportávamos com a esperança de nos tornarmos uma verdadeira potência.

Eis que se inicia 2017 com otimismo no céu. Claro, agora temos um Centro de Treinamento com tudo o que se precisa, temos salários em dia e um dos melhores elencos do Brasil. O bicampeonato da Libertadores um sonho possível, éramos apontados entre os favoritos. E o desenrolar dessa história, todos nós conhecemos. Não preciso aqui lembrar. Hoje o Flamengo luta por uma vaga direta na fase de grupo da Libertadores 2018 via Campeonato Brasileiro ou pelo título da Copa Sul-Americana.

Diante disso, vejo em redes sociais, um discurso de caça às bruxas e limpa geral no Departamento de Futebol do Flamengo. Será que tudo está errado? Claro que não. O primeiro erro acho que foi corrigido ao se anunciar Ricardo Lomba como vice-presidente de Futebol, não pelo nome o qual não posso comentar, e sim pelo presidente do clube deixar de acumular essa função.

O fracasso não pode ser colocado na conta de um ou outro. A culpa é de todos, principalmente dos jogadores, que têm totais condições para desenvolver um bom futebol. Por muitos anos, muito se usou a desculpa de atraso de salários e/ou falta de estrutura. Hoje essa desculpa não existe. Falta vibração, raça e vontade de vencer a este time. Queremos um time que lute em campo, um time que não se conforme com derrotas e busque as vitórias.

A Comissão Técnica também tem culpa, em maior parte a passada, comandada por Zé Ricardo, que não conseguiu montar um time com o bom elenco que o Flamengo tem. Culpa da diretoria que erra e não reconhece os próprios erros, e que aparentemente passa a mão na cabeça dos jogadores, sem ter uma cobrança mais dura em momentos de insucessos nesta temporada.

Nem por isso sou favorável a uma troca geral, acho sim que alguns jogadores não podem continuar no Flamengo e na verdade não deveriam nem ter chegado. Os nomes já são conhecido de todos. Tenho certeza que há um problema grave na preparação de goleiros. O Muralha é o maior exemplo disso, teve dois bons campeonatos brasileiros seguidos, sendo convocado pelo Tite e nesse ano cai drasticamente o nível das suas atuações.

Bem, resumidamente, isso é o que acho e longe de eu me achar ser o dono de verdades absolutas e, possivelmente, muitos discordarão de mim. Esse é o sentido de estar aqui escrevendo isso tudo, para fazer que todos nós possamos refletir sobre nosso amado Flamengo.

 


Bruno Baesso escreve no Blog Vivendo o Flamengo e também é um APOIADOR do MRN. Siga-o no Twitter: @BrunoCBB55
 

Imagem destacada nos posts e nas redes sociais: Gilvan de Souza / Flamengo
 

Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs e é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. Email: [email protected]
Seja um #ApoiadorMRN! Ajude contribuindo com R$ 5, R$ 10 ou R$ 20 mensais e participe do nosso grupo exclusivo de WhatsApp e muito mais. Esta é a forma que nós temos de manter e planejar o nosso projeto como um todo. Se você possui um negócio ou serviço que precisa ser divulgado, temos planos de apoio a partir de R$ 50 mensais com publicidade no nosso site e redes sociais. Clique aqui e vire um #ApoiadorMRN: bit.ly/ApoiadorMRN
Participe da campanha especial de arrecadação para viabilizar a produção e edição de conteúdo no canal do MRN no YouTube. Doe qualquer quantia de forma rápida e segura!