Autor: Téo Ferraz Benjamin

Flamengo 2×0 Atlético Goianiense – Um pouco de loucura faz bem

Ontem, logo após do segundo gol de Vinicius, Reinaldo Rueda abriu um sorriso largo e sincero. O narrador logo concluiu que “ele deve estar satisfeito com o talento que tem à disposição”. Pessoalmente, acho que esse sorriso tem uma razão mais direta e mais pessoal. Não há nada melhor para um time em crise do que enfrentar o lanterna do campeonato em casa. Melhor ainda se o adversário é aguerrido, não entra derrotado, dá um certo trabalho e até equilibra o jogo em alguns momentos. A sensação é de imposição e vitória, mesmo que o rival seja fraquíssimo. Não há...

Read More

Santos 3 x 2 Flamengo – Insistir no erro

Minha namorada é fã de cinema. É uma dinâmica muito legal: ela ama o cinema, eu amo o futebol. Ela tenta assistir filmes com os olhos do diretor e eu tento assistir os jogos com os olhos do treinador. E volta e meia a gente conversa sobre isso. Outro dia paramos um filme no meio e eu comentei que estava muito impressionado, pois todos os atores eram muito ruins. Ela me respondeu que “quando um ator é ruim, a culpa é dele, mas quando todos os atores são ruins, a culpa é do diretor”. Há quem tire a responsabilidade...

Read More

A não-polêmica

O jornalismo está morrendo. Na verdade, o modelo de negócios do jornalismo está morrendo há algum tempo.Os jornais precisaram se adaptar à avanlanche de conteúdo gratuito da internet, mas não conseguiram se transformar completamente, se apoiando ainda no modelo de publicidade paga, que agora remunera por clique. E essa foi a grande virada do jornalismo na última década, pois quando o retorno que paga as contas vem através de cliques, pouco importa aquilo que informa, aquilo que provoca, que gera reflexão. Só importa aquilo que atrai clique, e todo o fenômeno de notícias falsas, fake news para os mais chiques, surge daí. E...

Read More

Santos 4 x 2 Flamengo – Quem nasceu para vilão…

Em algum momento do seriado Narcos, os policiais estão na cola de Pablo Escobar e têm tudo para acreditar que chegou a hora da tão aguardada captura do supertraficante. Chegam na fazenda do Wagner Moura, digo, Escobar, poucos minutos atrasados, e deixam o chefão escapar por entre os dedos. Diante da decepção de um dos policiais, o outro afirma: “Os vilões precisam dar sorte toda vez. Os mocinhos só precisam ter sorte uma vez.” Eu não sei se vocês são como eu, talvez eu seja doido, mas às vezes eu faço conexões com o futebol em assuntos que parecem não ter nada a...

Read More

Flamengo 2 x 1 Coritiba – Mais do mesmo

Há pouco mais de um ano, quando Flamengo e São Paulo duelavam na perseguição ao líder, jogamos melhor e tivemos a chance da vitória em um pênalti no último lance. Alan Patrick desperdiçou. Há três dias, quando Flamengo e Palmeiras duelavam na perseguição ao líder, jogamos melhor e tivemos a chance da vitória em um pênalti no fim da partida. Diego desperdiçou. Hoje, o Flamengo teve contra o Coritiba a chance de se manter minimamente vivo na perseguição ao líder com um pênalti no último minuto. Éverton Ribeiro, finalmente, colocou na cal e converteu com frieza. O sangue frio...

Read More

Flamengo 2×0 São Paulo – Paciência com velocidade

Um dos maiores erros que um time de futebol pode cometer é confundir velocidade e pressa. O dinamismo é fundamental para quebrar as linhas adversárias e chegar ao gol, mas a precipitação pode destruir qualquer jogada. Cada lance no futebol tem início, meio e fim – e um bom time é aquele que sabe reconhecer essas etapas e passar por elas com tranquilidade. É comum ver o torcedor na arquibancada pedindo para o time pressionar o tempo todo, atacando como louco, definindo todas as jogadas rapidamente. Isso não é exclusividade do torcedor rubro-negro ou brasileiro. Na Inglaterra, assim que a bola passa...

Read More

Uma sugestão para Zé Ricardo

Nunca te julguei e nem te julgarei apenas pelos resultados, Zé Ricardo. Não é a toa que já te elogiei depois de um empate em casa e demonstrei toda a minha decepção depois de uma vitória fora. Depois desse último texto, inclusive, muita gente comentou pedindo a sua cabeça. Não farei parte dessa cruzada. Deixarei minha tocha e meu garfo de três dentes guardados. Concordo que o mercado está ruim e que você ainda tem potencial – apesar de concordar também que o Rueda seria uma boa saída agora. Talvez você caia, talvez não. Essa não é minha disputa....

Read More

Análise tática: como se desenhou a goleada rubro-negra sobre a Chapecoense

Dizem por aí que o futebol pode ser dividido em quatro dimensões: técnica, tática, física e psicológica. A atuação de um time é o balanço entre esses quatro aspectos e, muitas vezes, uma equipe pode usar a sobrecarga física ou psicológica para vencer uma outra que é tecnicamente superior. A goleada de ontem na Ilha sublinhou duas dessas características. A parte mais interessante do jogo se deu na disputa técnica e psicológica. Tecnicamente o Flamengo foi superior durante todo o jogo e contou com uma noite inspirada de seus principais jogadores. O componente psicológico ficou para o início do...

Read More

A grana venceu a gana

Fui ontem na estreia da Ilha do Urubu. O estádio é lindo, aconchegante, e organizado. O acesso é fácil, o campo é perfeito e a iluminação é incrível. De improviso aquilo ali não tem nada. É um estádio que não deve nada a vários outros da primeira divisão. Um dinheiro bem gasto. Ontem, porém, não estava lotado. E a diretoria terá que explicar o porquê. Ontem foi um estádio frio, sem pulmão. Pode ser apenas a torcida se acostumando com a nova casa. Pode ser também que a sonolência do time não inflame a arquibancada. A gente sabe que a...

Read More
  • 1
  • 2

APOIADORES

ANÚNCIO

Apoio

ANÚNCIO

Siga-nos no Twitter